19 de abr de 2012

Do riso, da lua, tão nua

O que seria de mim
Sem meus diálogos? 
Pesquisas, saídas, embalos
Ideias que surgem e se calam? 
Quem seria eu
Sem minha astúcia programada
Horas a fio mergulhada
Em pensamentos levadas? 
No que me transformaria
Caso não fosse assim? 
Se a vida não tivesse sido amarga
E se em meu peito o mármore descorara? 

Se a doçura - doce, amarga
Que habita no âmago, encabruada
Fosse esplêndida, rosada, vertebrada
Pétala que surge em noite enluarada.
Se essa - que se contradiz 
Fosse bela, límpida, virgem em esplendor
Se seu peito guardasse aquele amor
De um sabor de pureza e um quê de dor. 
Se o riso fosse maior
Que aquele pranto sem fim
Se a pétala ainda estivesse tocável
Como da rosa no jardim
Se a menina se abrisse
Talvez a dor tivesse um fim. 

Entretanto - se e somente se
A menina que sou eu
Segue alegre, segue triste
Segue a vida que Deus lhe deu
E espera - ah, como espera! 
Que um dia, lá dos céus
Bênçãos caiam, cores se espalhem
E a tirem deste breu. 
Desse pranto, desse canto
Dessa coisa assim, assim
Dessa angústia que alimenta o riso
Dessa mágoa que não tem fim. 
Do encanto que alegra
Do amor que ela tem 
Por ele - e tão somente
E assim por mais ninguém. 

Se esse amor for o suficiente
Há de ser, ela crê, oh crê! 
O riso então - de contente
Há de ser assim também. 

6 comentários:

Hallana disse...

Me surpreendi a cada linha. Sério, tu escreve ótimos poemas (escreva mais!!*-*).

Bom fim de semana Mia.
Beijos.

Hallana.

António Jesus Batalha disse...

Estive a ver algumas coisas em seu blog. Desejo deixar um convite, tenho um blog com o nome de Peregrino e Servo. Meu nome é Antonio Batalha sou portugues. Se desejar fazer parte, eu ficaria radiante em tê-la como minha amiga virtual, isto é, nao quero que se sinta coagida a faze-lo mas apenas se deseja. Se achar que nao merece a pena fico-lhe grato na mesma. Decerto irei retribuir seguindo o seu blog também. Um obrigado.

Carolina Hermanas disse...

Sabe, eu escrevo poesias desde os meus 13 anos de idade.E conforme fui crescendo,meu gosto pela poesia foi aumentando.. e a curiosidade de ver como as outras escrevem também, ah, isso sim é uma delícia :)
Você é um poeta,cara *_*
Liiiiinda,linda.


Amei esse blog :D


beeijinhos!

Bia Hyde disse...

Se esse amor for o suficiente
Há de ser, ela crê, oh crê!
O riso então - de contente
Há de ser assim também.
a invejo por escrever poesia e ainda por cima escrever bem. =]
biahyde.blogspot.com/

Rafaela disse...

Uau! Que coisa mais linda, Mia!
Me apaixonei! <3

Dayana Silveira disse...

Adorei o layout do seu blog, é simplesmente perfeito !!! Quanto ao poema sem palavras, é um encanto ! continue escrevendo assim, vc realmente tem talento !!

Estou te seguindo, me segue tb lindona !!

http://hypegirlsbr.blogspot.com.br/